BiblioBeiriz

Serviços de Biblioteca – Agrupamento de Escolas Campo Aberto – Escola E.B. 2/3 de Beiriz

“Menino do Bairro Negro” – José Afonso

Posted by Manuela DLRamos em Abril 25, 2014

meninodobairronegro

in Baladas de Coimbra, 1963 

Esta terá sido a canção preferida da mãe de Zeca Afonso, de acordo com Arménia Moutinho Rua, autora do site de onde se retirou a imagem com o poema .  E com ela terminamos a lista dos 25 poemas e canções para o 25 de Abril.  É uma escolha deliberada: as revoluções, que se prezam e importam, fazem- se para que todos os meninos dos “bairros negros” possam “tirar os olhos do chão”.
Como explica Zeca Afonso: «
A negritude de que fala o poema existe nos estômagos diagnosticados por Josué de Castro no seu livro “Geopolítica da Fome” » (fonte: Verso dos Versos)

Sobre a identidade do menino e do bairro que inspiraram o poeta leia- se também um elucidativo comentário publicado aqui : «Há pelo menos um livro onde na 1ª pessoa José Afonso esclarece onde se inspirou para esta canção – Livra-te do Medo-Estórias e Andanças de ZECA AFONSO de José A. Salvador, página 79: – MENINO DO BAIRRO NEGRO NASCEU NO PORTO— e o Porto ? : – O Porto foi para mim fundamental. Ia muitas vezes lá porque tinha amigos. Um deles ó Godinho que me deu a conhecer a cidade : a Ribeira , o Barredo. Tudo aquilo me chocou de uma maneira espantosa. A primeira vez que cheguei ao Porto depois de várias boleias era de noite…  Num dos bairros da Ribeira, vejo quatro tipos a urinar para dentro de uma lata . Era uma cena altamente surrealista, mas muito tripeira. Lembro-me de ter visto os meninos que pululavam por aquelas ilhas . Foi uma coisa que eu pensei que só existisse nos filmes . . .  O conhecimento do Porto de todas estas realidades é que me deu o tema do – Menino do Bairro Negro – Expliquei mais tarde que negritude de que falava a canção , não dizia respeito à cor da pele, mas à condição de meninos explorados diagnosticados por José Castro no seu livro Geopolítica da Fome .»

—————————–

Como se referiu no início, com esta canção perfaz-se o número de vinte e cinco: “25 poemas e canções para o 25 de Abrill” (série iniciada em abril de 2010, no ano em que se comemoram os “Oitenta anos de Zeca Afonso”, e que na altura ficou incompleta).

Foi uma escolha limitada, tendo ficado de fora algumas canções e poemas importantes sobre o tema. Para colmatar essa falta aconselha-se, por exemplo, o interessante programa  Os Dias Cantados,  em curso na Antena 2, assim como a completíssima página intitulada Poesia útil e literatura de Resistência de José Carreiro (entre outros).

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s