BiblioBeiriz

Serviços de Biblioteca – Agrupamento de Escolas Campo Aberto – Escola E.B. 2/3 de Beiriz

Archive for the ‘Atrapalharte’ Category

Teatro na Escola- AtrapalhArte- A Farsa de Inês Pereira

Posted by Manuela DLRamos em Janeiro 31, 2018

É já amanhã, dia 1 de fevereiro, no auditório da escola sede, pelas 10.10, que a Companhia de Teatro AtrapalhArte apresentará a sua versão de A Farsa de Inês Pereira de Gil Vicente.

«A peça foi escrita a partir de um desafio lançado pelos que duvidavam do talento de Gil Vicente. O autor concordou em escrever uma peça que comprovasse o provérbio “Mais quero um asno que me carregue do que cavalo que me derrube”, que retrata a ambição de uma jovem burguesa portuguesa do século XVI.» (continuar a ler em baixo)

Trata-se de uma Atividade do PAA para os Cursos Profissionais promovida pela Biblioteca em articulação com o Grupo de Português.

Como podemos ler no site da Companhia
«Gil Vicente viveu num país que colhia os frutos do desenvolvimento comercial, resultado da expansão marítima do início do Séc. XV. As transformações sociais decorrentes do sucesso lusitano nos mares foram registadas pelo autor, que não poupou críticas ao comportamento moral dos seus conterrâneos, crítica essa visível um pouco por toda a sua obra.

A Farsa de Inês Pereira, peça encenada pela primeira vez em 1523, apresenta um enredo capaz de envolver o espectador até hoje, passados quase quinhentos anos. Mostra um autor em pleno domínio dos recursos linguísticos, da cultura popular e dos mecanismos cómicos que caracterizavam a sua obra. 

O ponto de partida para a escrita da peça foi um desafio lançado a Gil Vicente, já que questionavam a autoria das suas obras, sugerindo tratar-se de plágio. Propuseram ao escritor que criasse um enredo a partir do mote “Mais vale asno que me leve que cavalo que me derrube”, ditado popular da época.

A Farsa de Inês Pereira é considerada a peça mais bem-acabada de Gil Vicente, testemunhando o conflito de valores que caracterizou o humanismo em Portugal, incorporando na sua estrutura a simetria existente entre os dois termos dessa comparação: Pero Marques encarna o asno que carregará Inês, enquanto o Escudeiro é o cavalo que a derruba.

Para pôr em cena esses elementos, o autor utilizou na caracterização de Pero Marques aspetos que o aproximam de um asno: é parvo, teimoso, deselegante e servil.

O Escudeiro, ao contrário, assemelha-se ao cavalo, apresentando-se como um nobre e elegante cavaleiro.

Entretanto, essa semelhança termina na aparência, pois quaisquer outras características que se poderiam atribuir aos cavalos (como lealdade, generosidade ou valentia), ele não tem: é mentiroso, cínico, preguiçoso e covarde.  

Para seguir à risca a comparação de superioridade que subjaz ao enredo (“mais quero asno que me carregue do que cavalo que me derrube”), é necessário mostrar que Pero Marques tem valores autênticos, os valores medievais, enquanto o Escudeiro Brás da Mata se move por interesses materialistas, como os que predominam na época de Gil Vicente.

Esta obra é recomendada pelo Plano Nacional de Leitura para o 10.º ano de escolaridade. » (retirado daqui)

Consulta:

Posted in Atrapalharte, Gil Vicente | Com as etiquetas : , | Leave a Comment »

AtrapalhArte- Teatro na Escola

Posted by Manuela DLRamos em Novembro 8, 2017

A Companhia ATRAPALHARTE está de volta ao Agrupamento com o novíssimo espetáculo 3 ABÓBORAS E 400 CAMELOS para o pré-escolar e 1.ºciclo.
Sessões: dia 9, na EB1 de Paçô- Terroso e dia 10, na EB Campo Aberto- Beiriz

«Este trabalho junta “As Três Abóboras” (Teatro às 3 Pancadas) de António Torrado a “Sábios como Camelos” (Estranhões e Bizarrocos) de José Eduardo Agualusa.

Escritor reconhecido no panorama da Literatura Portuguesa, António Torrado possui uma obra extensa e diversificada, que integra textos de raiz popular e tradicional, e também de teatro, poesia e, sobretudo, contos, sendo considerado um dos autores mais importantes da literatura infantil portuguesa.

A peça “As Três Abóboras” conta a história de um pobre camponês que enriqueceu graças à sua bondade e honestidade: dialogando com as suas abóboras, que eram para ele o seu bem mais precioso, é interrompido por um mendigo esfomeado que lhe pede uma sopa de abóbora, ensinando aos mais novos a importância da generosidade e ajuda ao próximo.

Por seu turno, “Sábios como Camelos” é um conto que convida a imaginar e a partilhar a aventura da «inventividade», permitindo fantasiar livremente a realidade. O autor coloca neste conto alguns dos padrões literários e culturais típicos das narrativas árabes, pautando a sua reinvenção, por exemplo, pelo exotismo e pelo recurso a figuras comuns nesse universo (o grão-vizir, os camelos….). O protagonismo é concedido a uns camelos tornados sábios e falantes, porque engoliram muitos livros, animais aqui conotados com a memória e, de certo modo, com a generosidade. Neste, como em muitos outros contos, as personagens-animais servem como figuras de reposição do equilíbrio, levando as personagens humanas a refletir, a reconsiderar e a optar pelo Bem e pela Justiça. Deste modo, o final inusitado e feliz é determinado pela intervenção de um camelo.

Inserido no Plano Nacional de Leitura e nas metas curriculares dos 2º e 4º anos, este é a nova aposta da AtrapalhArte para o ano letivo 2017/18.» Fonte – http://atrapalharte.pt/dossier_aboboras.html

Posted in António Torrado, Atrapalharte, José Eduardo Agualusa | Com as etiquetas : , , , | Leave a Comment »

AtrapalhArte- Teatro na Escola

Posted by Manuela DLRamos em Fevereiro 28, 2017

A companhia AtrapalhArte  – “Provavelmente a Melhor Companhia de Teatro Infantil do País” – de novo no Agrupamento para fazer as delícias de miúdos… e graúdos.  Nas próximas  5ª e 6ª feira, dias 2 e 3 de março.

Chegou finalmente a vez do 2º e do 3º ciclo (em novembro, as atuações foram  para o pré-escolar e o 1º ciclo) que assistirão às peças O Príncipe Nabo (a partir do livro homónimo de Ilse Losa), Ali Babá e os 40 ladrões  e Os Bichos (baseado em dois contos de Miguel Torga), adaptações de três obras abordadas em contexto de sala de aula no âmbito da Educação Literária.
atrapalharte-2

Posted in Atrapalharte, Bibliobeiriz, Ilse Losa, Miguel Torga | Com as etiquetas : , , , | Leave a Comment »

AtrapalhArte apresenta “As Aventuras de Pinóquio”

Posted by Manuela DLRamos em Novembro 9, 2016

A companhia AtrapalhArte  – “Provavelmente a Melhor Companhia de Teatro Infantil do País” – de novo no Agrupamento para fazer as delícias de miúdos… e graúdos.

HOJE às 10.30, no auditório da Escola EB 2/3, para os alunos dos Jardins de Sejães e da Igreja, e 1º ano da EB1 de Beiriz e às 14.30 para os restantes anos de escolaridade da EB1 de Beiriz.
AMANHÃ às 10.30, na EB1 de Terroso /Paçô,  para todos os anos.cartaz_pinoquio

Posted in Atrapalharte, Carlos Collodi | Com as etiquetas : | Leave a Comment »

Semana da Leitura – 16 a 24 de Abril

Posted by Manuela DLRamos em Abril 14, 2015

A Semana da Leitura no nosso Agrupamente decorrerá ente os dias 16 e 24 de abril.

Exposições, Concurso Cartaz “Palavras do Mundo”, Teatro, Fantoches, Cinema de Animação, “Palavras Cantadas” ... Mantem-te atento ao programa.

Na próxima quinta-feira, dia 16,  haverá teatro para o 1º e 2º ciclos com a companhia Atrapalharte que  apresentará os espetáculos Robertices  e O príncipe Nabo, encenações de duas obras de Luísa Dacosta e Ilse Losa respetivamente.
Atrapalharte

 

Atualização: Foi um retumbante sucesso a atuação de Atrapalharte Produções Teatrais na nossa Escola. O álbum que publicamos no facebook da Biblioteca e os curtíssimos vídeos que disponibilizamos no nosso canal youtube dão uma pequena ideia da arte e do humor,  dos momentos mágicos e delirantes que se viveram no auditório da nossa escola.
pizap.atrapalharte

Posted in Atrapalharte, Semana da Leitura 2015 | Com as etiquetas : | Leave a Comment »