BiblioBeiriz

Serviços de Biblioteca – Agrupamento de Escolas Campo Aberto – Escola E.B. 2/3 de Beiriz

Archive for the ‘Autor’ Category

Histórias pela Paz

Posted by Manuela DLRamos em Setembro 20, 2017

Entre os vários livros expostos na BE- a propósito da comemoração do Dia Internacional da Paz através das histórias –  em que os temas da Paz e Tolerância são abordados, os seguintes têm tido a preferência dos professores que aderiram à iniciativa (carregar nas imagens para saber mais):

Ver também na prateleira virtual do goodreads da BE

Anúncios

Posted in Dia Internacional/Mundial, Ilse Losa, Maria Teresa Maia Gonzalez, Dia Internacional da Paz, Margherita Passet | Com as etiquetas : , , | Leave a Comment »

A Nau Catrineta – versão de Aquilino Ribeiro

Posted by Manuela DLRamos em Setembro 13, 2017

Aquilino Ribeiro nasceu a 13 de setembro de 1885. Na Biblioteca, podes ficar a conhecer alguns dos seus livros na nossa primeira exposição bibliográfica do ano. O Livro de Marianinha– de onde foi retirado este poema, dedicou-o o autor à sua primeira neta. Foi publicado em 1967, já após o falecimento do escritor em 1963.
naucatrineta_marialkeil

«Lá vem a nau Catrineta
velas rotas a trapejar …
ouvide agora, senhores,
sua história de pasmar
como vem na Carónica de Espana,
limpa de mito e patranha.

Havia mais de ano e dia
que erravam na volta do mar,
já não tinham que beber,
já não tinham que manjar.

Deitariam solas de molho
se as pudessem tragar,
mas sola de sapato velho
nem para rato é de rilhar.

Apanharam quantas migalhinhas
havia nas frinchas do comedor,
e beberam o orvalho
que vem do céu com o alvor

Pior foi que a procela
deu sobre eles a matar,
saltou bússola, saltou bitácula,
tudo varrido pelo mar.

As vagas eram tão grossas
que ninguém se podia aguentar
na tolda, para tomar rumo
tomar rumo ou timonar.

Mastro grande estava intacto
mas quem lá podia subir?
-Toca à forma, mestre, toca!
Eia, marujinhos, reunir!. ..
Quem for capaz de a vida jogar
trepe àquele mastro real.
Se vir montes de Espanha
ou colina de Portugal
terá alvíssaras sem par! []» 

in O Livro de Marianinha (1967)

Aquilino Ribeiro (Sernancelhe, Carregal, 13 de setembro de 1885 — Lisboa, 27 de maio de 1963)

Posted in Aquilino Ribeiro, Maria Keil | Com as etiquetas : , , , | Leave a Comment »

Dois livros, dois autores, duas mensagens- CNL

Posted by Manuela DLRamos em Maio 18, 2017

Já estão disponíveis para requisição os dois livros que, este ano, foram de leitura obrigatória para os concorrentes à fase distrital do Concurso Nacional de Leitura realizada na passada semana na Biblioteca Municipal Almeida Garrett.

São eles O pintor debaixo do Guarda-Loiças de Afonso Cruz, e Bicicleta à chuva de Margarida Fonseca Santos.
A propósito desta escolha os respetivos autores enviaram umas mensagens para serem então divulgadas.

clica nas imagens das capas dos livros  acederes para às respetivas sinopses e à opinião de alguns leitores

__

Reproduzimos a seguir as mensagens e deixamos apontadores para a estante virtual do nosso “GoodRead” com os livros destes autores que podes encontrar na BE.

clica nas imagens para aumentar

«Dar e receber parecem ações opostas. No entanto, a dádiva, é, à partida, uma forma de receber. No ato de dar está incluída uma recompensa que não necessita de nenhum gesto do outro. As nossas vidas dependem daquilo que partilhamos. Um livro é um cadáver até ser lido. Mas os seres humanos não são muito diferentes. Precisamos dos outros para estarmos verdadeiramente vivos.
Quando os meus avós esconderam um pintor debaixo do laiva -loiças, estavam a fazer literalmente, algo muito simples: a salvar a vida de alguém. E, ao mesmo tempo, algo muito profundo: salvar as próprias vidas. É através do gesto que não procura uma recompensa (porque a tem em si mesmo) que vivemos verdadeiramente.
Fazêmo-lo através da amizade, do amor, da solidariedade. Não é preciso ser um grande herói épico, bastam pequenos gestos, uns detalhes aparentemente insignificantes, sem alarde, por vezes invisíveis. Não é preciso um grande campo de batalha, basta o espaço de um lava-loiças. É assim que nos vamos tornando humanos.
Muito obrigado por permitirem que o livro O Pintor Debaixo do Guarda Loiças possa ao ser lido, viver. »
Afonso Cruz

Livros de Afonso Cruz

« Queridos leitores de “Bicicleta à Chuva”
Queridos amigos da Biblioteca Almeida Garrett/ Porto
«(…) “Bicicleta à Chuva” é para mim duplamente importante. Primeiro que tudo, porque dá início a uma coleção onde concretizo um sonho: poder escrever sobre problemas concretos e difíceis, deixando pistas para esboços de soluções, mas também para reencontrar a esperança e consolidar a amizade. Acredito que, sem esperança e sem amigos, a vida é quase impossível. Contudo, e por isso aqui fica um agradecimento à casa destes livros, a Booksmile, não foi fácil encontrar um editor que acreditasse neles quanto eu.
O segundo motivo, prende-se com uma história real, que me foi contada no fim de uma sessão de autor numa escola. A história de uma menina, observadora impotente numa família destroçada por um pai violento. Esta rapariga nunca foi agredida, mas viu serem agredidos a mãe e o irmão de três anos. E a sua grande preocupação era o irmão: mordia os colegas no infantário, o que seria dele no futuro? Penso que todos sabem que a preocupação desta irmã é tão válida quanto urgente.
As pessoas violentas por perturbações mentais são poucas: Nesse dia, soube que teria de escrever a duas vozes, com dois narradores, vítima e agressor, para que os entendêssemos a partir do que pensam, sentem e temem, pois nada nestes conflitos é simples, para que entendêssemos a partir do que pensam, sentem e teme, pois nada destes conflitos é simples, para entendêssemos os dois lados da questão.
Por isso aqui vos deixo um apelo: não deixem de olhar para os assuntos sob várias perspetivas. Não se deixem enganar com uma solução óbvia e única. Vistam a pele dos vários intervenientes quando surge um problema. Quando o assunto é muito sério, os envolvidos podem não conseguir pedir ajuda, e é aí que entra a amizade, o respeito, a aceitação e, quem sabe, a solução.
Um grande abraço a todos, e um profundo agradecimento pela vossa leitura.   Margarida Fonseca Santos»

Livros de Margarida Fonseca Santos

 

Posted in Afonso Cruz, Concurso Nacional de Leitura, Margarida Fonseca Santos, Plano Nacional de Leitura | Com as etiquetas : , | Leave a Comment »

“O nome da Europa, uma lenda grega”

Posted by bibliobeiriz em Maio 9, 2017

A propósito do Dia da Europa – que se comemora hoje-  sugerimos a leitura desta lenda reproduzida do livro digital A Europa dá as mãos da autoria de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada (já aqui divulgado anteriormente).  Carrega na imagem para acederes ao livro e continuares a ler a lenda.

   Outro livro digital sobre o mesmo assunto : Países sem fronteiras_ A União Europeia


       >>>>>>>>>>> Jogos sobre a União Europeia<<<<<<<<<<

Posted in Ana Maria Magalhães, Dia da Europa, Isabel Alçada | Com as etiquetas : , , , , | Leave a Comment »

A Odisseia de Ulisses

Posted by Manuela DLRamos em Maio 4, 2017

Agora que vamos iniciar a leitura de Ulisses (no 6º ano) vale a pena apreciar este “video mash up”  sobre a Odisseia (com música dos Beatles e clips da fantástica série da TV de 1997).

 

Apoio à leitura de Ulisses

>>> Clica na imagem para aceder à estante de livros do Goodreads da BE sobre a Grécia Antiga

Ver também

Série Grandes Livros: HOMERO

Posted in Bibliobeiriz, Homero, Maria Alberta Menéres, Série Grandes Livros | Com as etiquetas : , , | Leave a Comment »

VAMOS CRESCER COM O LIVRO! – Mensagem do Dia Internacional do Livro Infantil 2017

Posted by Manuela DLRamos em Março 23, 2017

 
«VAMOS CRESCER COM O LIVRO!
Na minha primeira infância, gostava de construir casas com pequenas peças e toda a espécie de brinquedos. Usava muitas vezes um livro ilustrado a fazer de telhado. Nos meus sonhos, entrava na casa, deitava-me na cama feita com uma caixa de fósforos e olhava para cima, para as nuvens ou para as estrelas do céu. A escolha dependia da ilustração que preferia na altura. Por intuição, segui as regras de vida das crianças que procuram criar um ambiente seguro e confortável à sua volta. E o livro infantil ajudou-me muito a atingir este objetivo.

Depois cresci, aprendi a ler, e o livro, na minha imaginação, começou a assemelhar-se mais a uma borboleta, ou mesmo a um pássaro, do que ao telhado de uma casa. As páginas do livro pareciam asas que batiam. Era como se o livro, deitado no peitoril, quisesse sair pela janela aberta em direção ao desconhecido. Segurava-o com as mãos e começava a lê-lo, e o livro ia ficando cada vez mais calmo. Então eu próprio voava para outras terras e novos mundos, alargando o espaço da minha imaginação.

Que alegria ter na mão um novo livro! De início, nunca sabemos sobre o que é que ele fala. Resistimos à tentação de saltar para a última página. E como o livro cheira bem! É impossível distribuirmos o seu cheiro pelos vários elementos que o compõem: tinta, cola… não, é impossível. Existe um cheiro particular no livro, um cheiro único e excitante. As folhas encontram-se coladas, como se o livro não tivesse ainda acordado. E ele só acorda quando começamos a lê-lo.

Continuamos a crescer, e o mundo à nossa volta torna-se mais complicado. Enfrentamos questões a que nem os adultos sabem responder. No entanto, é importante partilhar dúvidas e segredos com alguém. E aí o livro volta a ajudar-nos. Muitos de nós terão um dia pensado: este livro fala sobre mim! E a personagem favorita parece ser igual a nós. Tem problemas semelhantes, e resolve-os com dignidade. E há outra personagem que não é igual a ti, mas tu gostarias de seguir o seu exemplo, de ser tão corajoso e desembaraçado quanto ela.

Quando há rapazes e raparigas que dizem “Não gosto de ler!”, isso faz-me rir. Não acredito neles. Comem gelados, jogam jogos e veem filmes interessantes. Dito de outro modo, gostam de se divertir! É que a leitura não serve apenas para desenvolver sentimentos e personalidades, ela é, acima de tudo, um prazer.
É sobretudo com essa missão que os autores de livros para a infância escrevem os seus livros.»
Sergey Makhotin  (tradução de Mª Carlos Loureiro a partir da versão inglesa de Yana Shvedova)

DILI_Pestana_2017«No dia 2 de abril comemora-se em todo o mundo o nascimento de Hans Christian Andersen. A partir de 1967, este dia passou a ser designado por Dia Internacional do Livro Infantil, chamando-se a atenção para a importância da leitura e para o papel fundamental dos livros para a infância.

Para assinalar o Dia Internacional do Livro Infantil 2017, a DGLAB convidou o ilustrador João Fazenda, vencedor do Prémio Nacional de Ilustração do ano passado, para ser o autor da imagem do cartaz.
A mensagem do IBBY internacional, este ano da responsabilidade da Rússia, consta de um texto do escritor Sergey Makhotin e um cartaz do ilustrador Mikhail Fedorov.

Fonte
PORTUGAL. Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas – Site DGLAB: DIA INTERNACIONAL DO LIVRO INFANTIL 2017 [Em linha]. Lisboa: DGLAB, actual. 03-03-2017. [Consult. 19-03-2017].

Disponível em WWW:< http://www.dglb.pt/sites/DGLB/Portugues/noticiasEventos/Paginas/DIA-INTERNACIONAL-DO-LIVRO-INFANTIL-2017.aspx >
————-
MAIS RECURSOS
Vê a nossa prateleira de livros de Hans Christian Andersen

Hans Christian Andersen: no scoop.it da BE e
no blogue

Posted in Bibliobeiriz, DGLB, Dia Internacional do Livro Infantil, Hans Christian Andersen, João Fazenda | Com as etiquetas : | Leave a Comment »

Dia da Árvore e da Poesia

Posted by Manuela DLRamos em Março 20, 2017

«essa árvore é perfeita

pena que as folhas são verdes
e caem, sujando minha ignorância
pena que as raízes são subterrâneas
e profundas – e eu tão superficial
pena que o tronco tem casca externa
pena que as flores não combinam
com a cor do novo carro que comprei
pena que, um dia, insatisfeito,
terei que cortá-la e não plantar outra no lugar
pena que os frutos são comestíveis demais
e atraem pássaros barulhentos e indesejáveis
pena que não dê sombra à noite
pena que não abane o rabinho
quando chego em casa
pena que cresça para cima
pena que produza oxigênio
pena que não seja de ferro, plástico e papel celofane
pena que o perfume das flores seja apenas aroma

pena que seja apenas uma árvore»

Poema  de NICOLAS BEHR(in INICIAÇÃO à DENDROLATRIA)

Árvores no Cancioneiro Popular

  • As histórias que as árvores nos contam através do seu nome, de adivinhas, de provérbios, etc.:

  • Uma história de amor a uma árvore:

  • “Quem não sabe é como quem não vê” ou a importância do conhecimento científico:



O Nosso Hino à Árvore e à Primavera:

Posted in Dia Mundial da Árvore e da Floresta, Dia Mundial da Poesia, Sophia de Mello Breyner Andresen | Com as etiquetas : , | Leave a Comment »

“pê de pai” um livro de Isabel Martins e Bernardo Carvalho para ler no Cata Livros

Posted by Manuela DLRamos em Março 19, 2017

pédepaicatalivros

Pê de Pai  para ler no Cata Livros
Isabel Martins (texto), Bernardo Carvalho (ilustração), Planeta Tangerina (editora)

«Um pai é quase como um super-herói com o poder fantástico de se transformar no que quiser: ele faz de casaco para nos proteger quando chove, de grua para nos ajudar a levantar do chão, de boia quando não temos pé na água e fica pequenino quando se agacha para poder brincar connosco. Descobre com estas personagens simpáticas e cabeçudas que outros talentos especiais, e dos quais se calhar nem te apercebes, tem o teu pai…»

Mais livros da Planeta Tangerina para leres no Cata Livros

 

Posted in Bernardo P. Carvalho, Bibliobeiriz, Cata Livros, Dia do Pai, Isabel Martins | Com as etiquetas : | Leave a Comment »

“Bichos”: a arca de Noé de Miguel Torga

Posted by Manuela DLRamos em Março 1, 2017

Bichos, Miguel Torga from Companhia de Ideias on Vimeo.

«Neste primeiro livro de contos de Miguel Torga as personagens pertencem ao mundo animal e ao mundo humano. Bichos e homens revelam-se iguais nos dilemas, na luta pela sobrevivência e liberdade. No imaginário destas histórias encontramos o fio da realidade.
Na pequena arca de Noé de Miguel Torga, “há homens que são autênticos bichos, que pensam e agem como bichos, e há bichos que são seres pensantes, com sensibilidade, com alma”, sintetiza o escritor António Arnaut. Nestes contos encontramos a filosofia e a ética do autor, a sua relação difícil com Deus, o mundo agro-pastoril das terras transmontanas, região onde nasceu. Sobre a obra publicada em 1940, dirá Torga mais tarde que ficou ” contente por ter construído uma barcaça onde a nossa condição se encontra”.
O cão Nero, o gato Mago, o galináceo Tenório, o senhor Ramiro, o menino Jesus e o corvo Vicente, são algumas personagens das catorze histórias de “Bichos”, apresentadas neste excerto do documentário “Grandes Livros”.»
Fonte Ensina RTP

Posted in Bibliobeiriz, Miguel Torga, Série Grandes Livros | Com as etiquetas : , , , | Leave a Comment »

AtrapalhArte- Teatro na Escola

Posted by Manuela DLRamos em Fevereiro 28, 2017

A companhia AtrapalhArte  – “Provavelmente a Melhor Companhia de Teatro Infantil do País” – de novo no Agrupamento para fazer as delícias de miúdos… e graúdos.  Nas próximas  5ª e 6ª feira, dias 2 e 3 de março.

Chegou finalmente a vez do 2º e do 3º ciclo (em novembro, as atuações foram  para o pré-escolar e o 1º ciclo) que assistirão às peças O Príncipe Nabo (a partir do livro homónimo de Ilse Losa), Ali Babá e os 40 ladrões  e Os Bichos (baseado em dois contos de Miguel Torga), adaptações de três obras abordadas em contexto de sala de aula no âmbito da Educação Literária.
atrapalharte-2

Posted in Atrapalharte, Bibliobeiriz, Ilse Losa, Miguel Torga | Com as etiquetas : , , , | Leave a Comment »

Olimpíadas da Escrita com Afonso Cruz

Posted by Manuela DLRamos em Fevereiro 16, 2017

Amanhã, dia 17 de fevereiro, vai decorrer no Diana Bar, na Póvoa de Varzim, a fase final das Olimpíadas da Escrita, em que participarão alunos dos 2º, 3º ciclos e Secundário de todas os estabelecimentos de ensino do Concelho da Póvoa de Varzim.  Este evento integra-se no projeto Escola da Minha Vida, no qual  temos vindo a participar desde o seu lançamento.

A presença de um autor convidado que fala com os alunos, dá o mote da escrita e acompanha o decorrer da prova é sem dúvida um dos atrativos desta grande festa da escrita. Lembramo-nos de Ivo Machado, Valter Hugo Mãe, Manuel Jorge Marmelo, António Mota, João Rios, Raquel Patriarca.

Este ano, vamos ter a presença de Afonso Cruz, autor multifacetado, escritor, ilustrador e músico. E não fiquem tristes, aqueles que o não puderem encontrar no Diana Bar, pois Afonso Cruz deslocar-se-á à nossa escola, juntamente com Marta Bernardes, no dia 24 de fevereiro, sexta-feira à tarde, no âmbito das Correntes d’Escritas.

Podem ler alguns livros deste escritor na nossa biblioteca, nomeadamente todos os da coleção Gramofone (nossos favoritos de longa data). E outros, como A Contradição Humana (que também se pode ler on line no Cata Livros) e Os Livros que devoraram o meu paicolecao_gramofone

Temos vindo a reunir alguns recursos sobre Afonso Cruz no scoop.it da Be. E aqui no Blogue também já escrevemos sobre este autor. Explora-os que vale a pena!

Entretanto, e para aguçar o apetite, fica aqui este vídeo de uma entrevista a AC publicado pela Revista Estante.

Posted in Afonso Cruz, Afonso Cruz, Bibliobeiriz, Correntes d'Escritas, Olimpíadas da Escrita | Com as etiquetas : , | 1 Comment »

Ciência divertida- mensagens secretas de amor

Posted by Manuela DLRamos em Fevereiro 14, 2017

Na passada sexta-feira, a turma do 4º B da EB1 de Cadilhe (Amorim) participou numa sessão da Ciência Divertida* orientada pelos professores Sandra Pinheiro, Fernando Castanho e Gustavo Andrez.
A propósito do Dia de S. Valentim  – que se avizinhava e hoje se comemora – foi proposta a escrita de uma mensagem secreta de amor com tinta invisível; mensagem secreta essa que depois seria revelada. A tinta? Água com farinha diluída. O revelador? Iodo também diluído.
A curiosidade que suscitou a “revelação” deu azo à explicação (a reação do amido com o iodo) e ao teste em vários alimentos. Teriam eles amido ou não?
cienciadivertida022107

O tempo que levou as mensagens secretas a secarem foi suficiente para se desencantar uma história, ou não estivesse a atividade a desenrolar-se na biblioteca; e uma história de amor, ou não fosse esse o tema da mensagem.
O livro escolhido foi Romeu e Julieta de Mario Ramos, ilustrador belga de origem portuguesa. Foram muito bons os momentos passados na savana com  Romeu, o tímido elefante  e a sua amiguinha, a ratinha Julieta.romeojuliete_colagem

Finda a sessão, os alunos levaram as suas mensagens e o protocolo da atividade experimental. Como todas as boas receitas espera-se que seja repetida e partilhada. Foi uma “aula” diferente na “escola grande” que muito apreciaram.

*Ciência Divertida é um projeto de divulgação do mundo da ciência junto dos alunos do 1º ciclo e do pré-escolar, da responsabilidade dos grupos de Ciências Naturais e de Físico-Química. Algumas das atividades desenvolvem-se em articulação com a Biblioteca, no âmbito do projeto “Leituras com Sabor”(aLer+).

Posted in Bibliobeiriz, Ciência Divertida, Dia de S. Valentim, Leituras com Sabor, Mario Ramos | Com as etiquetas : , , | 1 Comment »

Ciência divertida: dia”espacial”

Posted by Manuela DLRamos em Janeiro 12, 2017

Anteontem foi um dia bem “espacial”!
De tarde, os alunos dos 7ºs anos foram ao Planetário e de manhã, os mais pequenitos da turma do 3º ano da EB1 da Igreja-Beiriz fizeram uma viagem divertida no tempo e no espaço, com os filmes que o prof. Manuel Vale tinha preparado para eles sobre os astronautas e as primeiras viagens espaciais.

000255_000255_img001bA Biblioteca gosta sempre de colaborar nas atividades do projeto Ciência Divertida, e na parte final da sessão no auditório, propôs uma leitura de quatro dos vinte e cinco poemas do livro de Jorge Sousa Braga, Pó de Estrelas: “Refrão”, “Rotação”, “A Música das Estrelas” e “A Terra”. (Fizemos uns “buracos negros” nos textos,  que os alunos facilmente preencheram… Foi giro adivinharem as palavras que faltavam e depois lermos todos em conjunto os poemas!)


A turma também levou um crucigrama para fazer na escola com algumas das palavras relacionadas com o tema da sessão.
Aqui fica esse crucigrama (e propomos que façam também vocês um, ou sopa de letras, ou outro tipo de “puzzle”com palavras. É muito simples. Nós usamos esta aplicação: https:/ww.discoveryeducation.com/free-puzzlemaker/).

Posted in Bibliobeiriz, Ciência Divertida, Jorge Sousa Braga | Com as etiquetas : , , , | Leave a Comment »

Ciência divertida: folhas de outono

Posted by Manuela DLRamos em Novembro 24, 2016

Este ano letivo, a primeira sessão do projeto Ciência Divertida, orientada pelos docentes de Ciências Naturais, Sandra Pinheiro e Fernando Castanho, teve lugar na Biblioteca, na passada sexta-feira.

Dirigida aos alunos do 4º ano da EB1 da Igreja, Beiriz, constou de uma atividade experimental (cromatografia em papel) relacionada com o outono e o facto da folhagem das árvores de folha caduca perderem gradualmente a coloração verde e ficarem amarelas, vermelhas e castanhas. No final os alunos chegaram à conclusão que a cor das folhas resulta de uma mistura de diferentes pigmentos.
cienciadivertida1_2016_17

Na BE,  a Ciência anda de mãos dadas com a Literatura, por isso apraz-nos esta parceria estabelecida com o Departamento de Ciências Exatas no âmbito deste projeto de divulgação da ciência.

Enquanto esperávamos, numa das fases da experiência, adivinhámos algumas palavras que faltavam em dois poemas sobre … folhas de árvores e outono, e depois lêmo-los sem palavras faltosas. Foram eles:

Folhas de Maria Cândida Mendonça (do livro Verso Aqui, verso acolá)
Hoje sou um rei
e sabem porquê?
Vinha da escola
e encontrei
um tapete gigante
para eu caminhar
um tapete de folhas
para eu pisar
e que estava ali
para me aclamar.
()

Folhagens de Jorge Sousa Braga (do livro Herbário)
Há árvores de folhas persistentes
e outras cujas folhas são caducas.
Mas o que me faz confusão
e que andem nuas no inverno
e vistam um sobretudo de folhas
no verão.

Tínhamos pensado ler ainda a história “A folha e o pirilampo” de Maria Alberta Menéres, do livro Histórias de tempo vai tempo vem (um dos nossos livros preferidos) mas a turma sabia-a por assim dizer de cor! Por isso relemos um livrinho que tínhamos mesmo à mão, uma das nossas histórias favoritas da estação, A Magia da Estrela do Outono.

——————-
versoaquiversoacola 9789723705492herbario 9789724122335meneres a-magia-da-estrela-do-ouotno

——
Achamos oportuno lembrar que hoje se comemora o Dia Nacional da Cultura Científica e que esta data (24 de novembro) foi escolhida por ser o dia do nascimento de Rómulo de Carvalho, professor de Física e Química responsável pela promoção do ensino da ciência e da cultura científica, e que, para além de cientista foi poeta, sob o pseudónimo de António Gedeão.

Posted in António Gedeão, Ciência Divertida, Jorge Sousa Braga, Maria Alberta Menéres, Maria Cândida Mendonça, Rómulo de Carvalho | Com as etiquetas : , , | Leave a Comment »

AtrapalhArte apresenta “As Aventuras de Pinóquio”

Posted by Manuela DLRamos em Novembro 9, 2016

A companhia AtrapalhArte  – “Provavelmente a Melhor Companhia de Teatro Infantil do País” – de novo no Agrupamento para fazer as delícias de miúdos… e graúdos.

HOJE às 10.30, no auditório da Escola EB 2/3, para os alunos dos Jardins de Sejães e da Igreja, e 1º ano da EB1 de Beiriz e às 14.30 para os restantes anos de escolaridade da EB1 de Beiriz.
AMANHÃ às 10.30, na EB1 de Terroso /Paçô,  para todos os anos.cartaz_pinoquio

Posted in Atrapalharte, Carlos Collodi | Com as etiquetas : | Leave a Comment »

 
%d bloggers like this: