BiblioBeiriz

Serviços de Biblioteca – Agrupamento de Escolas Campo Aberto – Escola E.B. 2/3 de Beiriz

Archive for the ‘Aquilino Ribeiro’ Category

A Nau Catrineta – versão de Aquilino Ribeiro

Posted by Manuela DLRamos em Setembro 13, 2017

Aquilino Ribeiro nasceu a 13 de setembro de 1885. Na Biblioteca, podes ficar a conhecer alguns dos seus livros na nossa primeira exposição bibliográfica do ano. O Livro de Marianinha– de onde foi retirado este poema, dedicou-o o autor à sua primeira neta. Foi publicado em 1967, já após o falecimento do escritor em 1963.
naucatrineta_marialkeil

«Lá vem a nau Catrineta
velas rotas a trapejar …
ouvide agora, senhores,
sua história de pasmar
como vem na Carónica de Espana,
limpa de mito e patranha.

Havia mais de ano e dia
que erravam na volta do mar,
já não tinham que beber,
já não tinham que manjar.

Deitariam solas de molho
se as pudessem tragar,
mas sola de sapato velho
nem para rato é de rilhar.

Apanharam quantas migalhinhas
havia nas frinchas do comedor,
e beberam o orvalho
que vem do céu com o alvor

Pior foi que a procela
deu sobre eles a matar,
saltou bússola, saltou bitácula,
tudo varrido pelo mar.

As vagas eram tão grossas
que ninguém se podia aguentar
na tolda, para tomar rumo
tomar rumo ou timonar.

Mastro grande estava intacto
mas quem lá podia subir?
-Toca à forma, mestre, toca!
Eia, marujinhos, reunir!. ..
Quem for capaz de a vida jogar
trepe àquele mastro real.
Se vir montes de Espanha
ou colina de Portugal
terá alvíssaras sem par! []» 

in O Livro de Marianinha (1967)

Aquilino Ribeiro (Sernancelhe, Carregal, 13 de setembro de 1885 — Lisboa, 27 de maio de 1963)

Anúncios

Posted in Aquilino Ribeiro, Maria Keil | Com as etiquetas : , , , | Leave a Comment »

A vida, Marianinha, todas as vidas…

Posted by Manuela DLRamos em Setembro 13, 2015

«A vida, Marianinha, todas as vidasolivrodamarianita
são como aquele corgo do Fornelo
que sai da minha terra de má-pelo
a percorrer as Sete Partidas.

O lugar onde tem a mãe
no sopé do bravio monte,
qual é, não se sabe bem…
Brota aqui uma fonte, ali outra fonte,
um borbulhão de água mais além.

Quando se chega a fazer reparo
ei-lo, lá vai ligeirinho,
e, como se diz do pobrete alegrete,
a falar para cada seixinho
ou a rir-se com eles em falsete.

Assim levado e fazendo balsa,
ouve os trilos do rouxinol,
vê das libelinhas a valsa.
E não cessa de progredir e engrossar
até volver ao seio de que saíu, o mar.

Outro rio, que corre e não se vê correr,
é o rio do Tempo. Banha o mundo,
não tem margem nem fundo,
e, desprovido de balizas e lindes,
roça os astros como berlindes,
deixando a esvanecente espuma
dos dias e noites – brancura ou bruma.
[…]»
in O Livro de Marianinha, Aquilino Ribeiro (Ed. Bertrand, 2010, p. 65 e 66)

Aquilino Ribeiro nasceu no dia 13 de setembro de 1885

 

Posted in Aquilino Ribeiro | Com as etiquetas : , | Leave a Comment »

Peregrinação : aventuras extraordinárias de um português no Oriente 

Posted by Manuela DLRamos em Junho 16, 2015

de Fernão Mendes Pinto ; adaptação de Aquilino Ribeiro
Pregrinacao_capa

No grupo II -Educação Literária do exame do 9º ano, o texto A (ver nota 1) constou de um excerto do capítulo XI da Peregrinação de Fernão Mendes Pinto (publicado originalmente  em 1613 e considerado o livro de viagens da literatura portuguesa mais famoso e mais traduzido cf. >) na conceituada adaptação de Aquilino Ribeiro.

Os livros contam histórias para além da história que narram, como é o caso desta adaptação realizada a pedido da editora Sá da Costa, para integrar a coleção Clássicos da Humanidade, um projecto «de inegável interesse, desenvolvido por essa editora a partir da década de 30: a adaptação – confiada, para além de Aquilino, a nomes indiscutíveis como António Sérgio, Jaime Cortesão, João de Barros ou Marques Braga – de grandes obras da literatura universal, com o objectivo de “promover nos jovens e no povo o gosto pela cultura”. »  (cf. Francisco Topa in Em torno da obra ‘infantil’ de Aquilino Ribeiro, p.6).

Trata-se do único texto (!) com a marca de Aquilino Ribeiro incluído na lista de obras de “leitura obrigatória” das “Novas Metas Curriculares para o Ensino Básico”, para o 9º ano, na categoria de “texto de literatura juvenil” (a par de Aventuras de João sem Medo de José Gomes Ferreira e Meu Pé de Laranja Lima  de José Mauro de Vasconcelos) e não deixamos ‘escapar’ a oportunidade de divulgar a pioneira obra deste autor para o público infantojuvenil.

Notas

  1. O excerto transcrito no Texto A (os navegadores veem-se no meio de um tufão) relaciona-se com o Texto B, as estrofes 71 e 72 Canto VI de Os Lusíadas, o episódio “A Tempestade” .
  2. Consultar exame e os critérios de correção (fonte IAVE )

Posted in Aquilino Ribeiro, Fernão Mendes Pinto | Com as etiquetas : , | Leave a Comment »

“Parabéns querido escritor Aquilino Ribeiro!”

Posted by Manuela DLRamos em Setembro 13, 2013

exposicaoAquilinoRibeiro

“E muito, muito obrigado pelos livros que escreveu!”

Era isso que lhe diríamos /escreveríamos se ele fosse vivo, pois hoje Aquilino Ribeiro faria anos!

Nasceu na Beira Alta em 1885 e é considerado um dos maiores escritores portugueses.  Para além de outras obras é autor de três livros maravilhosos para as crianças (e que muitos adultos adoram!) e da adaptação para jovens do mais célebre livro de viagens da literatura portuguesa.

No corrente ano celebra-se o cinquentenário do seu falecimento (em 1963)  e os cem anos da publicação do seu primeiro romance (em 1913).

É um escritor que nunca será esquecido e que todas as crianças deveriam (ouvir)ler

Enviem um pin para celebrar os seus livros! (Ele iria achar giro ;)  Ainda melhor: façam um pin com frases engraçadas dos seus livros.

Venham conhecê-los melhor visitando a exposição na Biblioteca (a partir de 2ª feira). Entretanto, podem desde já explorar estes sitios na net:

romanceda raposa2012m..arcadenoeAR_LFA sm …olivrodamarianita..

(clicando nas capas vão dar ao Pinterest com mais imagens dos livros)

Posted in Aquilino Ribeiro | Com as etiquetas : , | Leave a Comment »