BiblioBeiriz

Serviços de Biblioteca – Agrupamento de Escolas Campo Aberto – Escola E.B. 2/3 de Beiriz

Archive for the ‘Dia Mundial da Poesia’ Category

Dia da Árvore e da Poesia

Posted by Manuela DLRamos em Março 20, 2017

«essa árvore é perfeita

pena que as folhas são verdes
e caem, sujando minha ignorância
pena que as raízes são subterrâneas
e profundas – e eu tão superficial
pena que o tronco tem casca externa
pena que as flores não combinam
com a cor do novo carro que comprei
pena que, um dia, insatisfeito,
terei que cortá-la e não plantar outra no lugar
pena que os frutos são comestíveis demais
e atraem pássaros barulhentos e indesejáveis
pena que não dê sombra à noite
pena que não abane o rabinho
quando chego em casa
pena que cresça para cima
pena que produza oxigênio
pena que não seja de ferro, plástico e papel celofane
pena que o perfume das flores seja apenas aroma

pena que seja apenas uma árvore»

Poema  de NICOLAS BEHR(in INICIAÇÃO à DENDROLATRIA)

Árvores no Cancioneiro Popular

  • As histórias que as árvores nos contam através do seu nome, de adivinhas, de provérbios, etc.:

  • Uma história de amor a uma árvore:

  • “Quem não sabe é como quem não vê” ou a importância do conhecimento científico:



O Nosso Hino à Árvore e à Primavera:

Posted in Dia Mundial da Árvore e da Floresta, Dia Mundial da Poesia, Sophia de Mello Breyner Andresen | Com as etiquetas : , | Leave a Comment »

Livros de poesia

Posted by Manuela DLRamos em Março 21, 2016

Conheces os livros de poesia existentes na BE?
Eis aqui uma pequena amostra, numa mistura para todas as idades e gostos. Clica na imagem para acederes à prateleira virtual de poesia do “Goodreads” da BE.
poesia_livros_ecra
—-
Alguns dos nossos livros favoritos de poesia podem ser lidos no Cata Livros, por exemplo:

Experimenta!

Posted in Cata Livros, Dia Mundial da Poesia, Goodreads | Com as etiquetas : | Leave a Comment »

Dia Mundial da Poesia

Posted by Manuela DLRamos em Março 21, 2016

Quando Vier a Primavera

Quando vier a Primavera,
Se eu já estiver morto,
As flores florirão da mesma maneira
E as árvores não serão menos verdes que na Primavera passada.
A realidade não precisa de mim.
Sinto uma alegria enorme
Ao pensar que a minha morte não tem importância nenhuma

Se soubesse que amanhã morria
E a Primavera era depois de amanhã,
Morreria contente, porque ela era depois de amanhã.
Se esse é o seu tempo, quando havia ela de vir senão no seu tempo?
Gosto que tudo seja real e que tudo esteja certo;
E gosto porque assim seria, mesmo que eu não gostasse.
Por isso, se morrer agora, morro contente,
Porque tudo é real e tudo está certo.

Podem rezar latim sobre o meu caixão, se quiserem.
Se quiserem, podem dançar e cantar à roda dele.
Não tenho preferências para quando já não puder ter preferências.
O que for, quando for, é que será o que é.

Alberto Caeiro, in Poemas Inconjuntos

(via BEValterHugoMãe)

Posted in Dia Mundial da Poesia, Fernando Pessoa | Com as etiquetas : , | Leave a Comment »

“O poeta beija tudo…” Sebastião da Gama

Posted by Manuela DLRamos em Março 21, 2014

«O poeta beija tudo, graças a Deus…
E aprende com as coisas a sua lição de sinceridade…
E diz assim: “É preciso saber olhar…”
E pode ser, em qualquer idade, ingénuo como as crianças, entusiasta como os adolescentes e profundo como os homens feitos…
E levanta uma pedra escura e áspera para mostrar uma flor que está por detrás…
E perde tempo (ganha tempo…) a namorar uma ovelha…
E comove-se com cousas de nada: um pássaro que canta, uma mulher bonita que passou, uma menina que lhe sorriu, um pai que olhou desvanecido para o filho pequenino, um bocadinho de Sol depois de um dia chuvoso…
E acha que tudo é importante…
E pega no braço dos homens que estavam tristes e vai passear com eles para o jardim…
E reparou que os homens estavam tristes…
E escreveu uns versos que começam desta maneira: “O segredo é amar…” »

in Diário 

Fonte  (DISSERTAÇÃO SOBRE SEBASTIÃO DA GAMA pela D. Joana Gama, viúva do Poeta, aos alunos da ES Sebastião da Gama, no ano -1988-em que a escola escolheu o poeta como patrono)

Posted in Dia Mundial da Poesia, Sebastião da Gama, Semana da Leitura, Semana da leitura 2014 | Com as etiquetas : , | Leave a Comment »

Estendal Poético e Leitura de Poesia- Diana Bar

Posted by Manuela DLRamos em Março 17, 2014

No próximo dia 21 o nosso agrupamento participa, juntamente com todas os Agrupamentos do concelho na comemoração do Dia Mundial da Poesia, no Diana- Bar, uma atividade promovida pela Biblioteca Municipal Rocha Peixoto.

Os poetas escolhidos pelo nosso Agrupamento foram Sebastião da Gama (a quem devemos o nosso nome) e Matilde Rosa Araújo

diamundialdapoesia

Posted in 800 anos da Língua Portuguesa, Biblioteca Municipal Rocha Peixoto, Dia Mundial da Poesia, Matilde Rosa Araújo, SABE, Sebastião da Gama, Semana da Leitura, Semana da leitura 2014 | Com as etiquetas : , | Leave a Comment »

“Num beijo azul…”

Posted by Manuela DLRamos em Março 21, 2013

arvore.dos.abraco.spoeticos-beiriz2012 (29)

A nossa ÁRVORE DOS ABRAÇOS POÉTICOS frente ao mar no Diana Bar

Neste Dia Mundial de Poesia propomos a releitura dos poemas elaborados pelos alunos no ano passado (e os poemas que lhes serviram de inspiração) publicados na Árvore dos Abraços Poéticos. Uma experiência fantástica que nos apraz recordar.

————–
Num beijo azul
Canto o sol e o dó
a uma criança
que se sente triste e só.

Miguel Cruz e Ruben Diogo (agora no 6º ano )

Mote: «Num beijo azul…» da canção “Aquarela” de Vinícius de Morais e Toquinho (carrega no link para veres um filme de animação e ouvires a canção)

————————-

Ai quem me dera
Ter um lago cor do céu
Que fosse só meu.

Ai quem me dera
Ter um passarinho
Nesta primavera
Que fosse meu amiguinho.

João Pedro (agora no 6º ano)
———————-
Ai quem me dera
Ter um quarto
Sem chave.

Ai quem me dera
Ter um animal
De estimação
Que ficasse
no meu coração

Ai quem me dera
Ter uma horta
Com grades
E uma porta.

Bruna oliveira (agora no 6º ano)

Inspirados no poema “Ai quem me dera”, de Maria Cândida Mendonça in A Cor que se tem! ( Lê o poema que dá o nome ao livro aqui.)

————–

Posted in Bibliobeiriz, Dia Mundial da Árvore e da Floresta, Dia Mundial da Poesia | Com as etiquetas : , , | 1 Comment »

árvore dos abraços poéticos

Posted by Manuela DLRamos em Março 28, 2012

A ÁRVORE DOS ABRAÇOS POÉTICOS, que ajudámos a construir durante o mês de Março, constitui o nosso contributo para a iniciativa ÁRVORES DE TODOS PARA TODOS, proposta da equipa da BE do agrupamento de escolas de A-Ver-O-Mar a todos os agrupamentos do Concelho da Póvoa de Varzim, com o objetivo de comemorar o DIA MUNDIAL DA POESIA.

O nome da nossa árvore remete para os  conhecidos versos de Luísa Ducla Soares «Livro /um abraço /para além do tempo/ e do espaço» (in Poemas da Mentira e da Verdade  >) e para o título mais recente de José Jorge Letria A Árvore dos Abraços.

Num  ritual que todos os anos se repete e se renova, revisitámos em conjunto os poetas e os seus poemas e deixamo-nos enlevar e inspirar. Sob o lema da solidariedade e cooperação – aproveitando a sugestão do Plano Nacional de Leitura para a Semanada Leitura, os alunos criaram os seus poemas tendo como mote um ou mais versos de poetas da lusofonia. O resultado foi por vezes surpreendente e sempre compensador, como o pode ser um abraço cheio de significado e memória.

Cumpriu-se plenamente o objectivo desta  actividade: «LEMBRAR À COMUNIDADE QUE TODOS OS POETAS ESTÃO VIVOS, QUE TODOS OS  ALUNOS SÃO POETAS» citando o texto enviado à  comunicação social pela equipa promotora.

A amostra do trabalho realizado nas escolas esteve presente de 21 a 26 de Março no Diana-Bar, no âmbito da comemoração do Dia Mundial da Poesia promovida pela Câmara Municipal

Os poemas criados pelos alunos podem ser lidos no blogue ÁRVORE DOS ABRAÇOS POÉTICOS .
Nota: Como sabemos que alguns se atrasaram no envio dos poemas, aproveitamos para informar que continuamos à espera ;-) pois ainda virão a tempo.

Posted in Dia Mundial da Árvore e da Floresta, Dia Mundial da Poesia, Tagxedo | Com as etiquetas : , , , , , | Leave a Comment »

Árvore da Poesia em Paçô

Posted by Manuela DLRamos em Março 26, 2010

A árvore da poesia por todos (pequenos e crescidos) “plantada” na Escola EB1 de Paçô ficou muito bonita.

Nesta nossa arvorezinha, repleta de folhinhas de carvalho onde os meninos e meninas escreveram quadras populares, empoleiraram-se um melro, um pisco e um verdilhão. Para animar a festa, no dia em que terminámos a árvore,  as  andorinhas-das-chaminés apareceram numa lufa-lufa.

Posted in Dia Mundial da Árvore e da Floresta, Dia Mundial da Poesia, EB1 de Paçô | Com as etiquetas : , , , , , , , | 3 Comments »

Árvores, Poesia, Primavera!

Posted by bibliobeiriz em Março 21, 2010

«A Primavera já está a acender as suas árvores. Põe qualquer coisa como uma flor em qualquer coisa como uma lapela e sai de assobio para a rua. Sê atrevido – e levanta, nem que seja só em imaginação, a tua própria árvore, nos sítios mais inesperados. ( Alexandre O’Neill, Já cá não está quem falou (Assírio & Alvim, 2008)

Posted in Bibliobeiriz, Dia Mundial da Árvore e da Floresta, Dia Mundial da Poesia | Com as etiquetas : , , | Leave a Comment »

Amanhã…

Posted by bibliobeiriz em Março 21, 2009

É domingo.
E aos domingos as árvores crescem na cidade,
e os pássaros, julgando-se no campo, desfazem-se a cantar empoleirados
nelas.
Tudo volta ao princípio.

António Gedeão, Novos poemas póstumos (1990)

Mais poemas com árvores aqui.

Hoje é o Dia Mundial da Floresta ( mais conhecido por Dia da Árvore) e Dia Mundial da Poesia

Posted in António Gedeão, Árvore, Dia Mundial da Árvore e da Floresta, Dia Mundial da Poesia | Com as etiquetas : , | 1 Comment »

As árvores em poesia

Posted by Manuela DLRamos em Março 18, 2007

A propósito das comemorações que se avizinham – Dia Mundial da Floresta > e Dia Mundial da Poesia > – aqui ficam alguns apontadores para páginas com poemas nos quais as árvores figuram.

………

nota: actualizado em Setembro 2010

Posted in Dia Mundial da Árvore e da Floresta, Dia Mundial da Poesia | Com as etiquetas : , , | 24 Comments »