BiblioBeiriz

Serviços de Biblioteca – Agrupamento de Escolas Campo Aberto – Escola E.B. 2/3 de Beiriz

Posts Tagged ‘contos e histórias tradicionais’

Coleção Formiguinha – Editorial Majora

Posted by Manuela DLRamos em Abril 17, 2017

Novidade na BE

São 60 os livrinhos- 16 páginas apenas e cerca de metade do tamanho A5- que constituem a Coleção Formiguinha que se pode agora ler na BE.

Em cada, uma história, resumo adaptado de contos tradicionais e de autores como C.Perrault, os Irmãos Grimm, H.C. Andersen, entre outros. A adaptação é da autoria de João Sereno e as ilustrações interiores de César Abbot, enquanto as capas são de Salvador.

Trata-se de uma coleção que muitos meninos e meninas, agora já com idade de serem avós e pais, leram e gostarão de recordar.

Aqui fica a lista das histórias:

Fonte das duas últimas imagens: blogue Santa Nostalgia

 

Posted in Coleção Formiguinha | Com as etiquetas : , , , | Leave a Comment »

“Sonhos da Bela Adormecida”- exposição

Posted by Manuela DLRamos em Dezembro 18, 2015

Perto da entrada da Biblioteca, esta exposição tem feito as delícias de todos. Por cima do Gato das Botas está bem patente o seu objetivo: alimentar o gosto pelos contos infantis, tradicionais e populares.

Trata-se de uma atividade realizada em torno de um texto do 10º ano, orientada pela prof.ª Gisela Silva, contribuição valiosa para o projeto Leituras com Sabor. A exposição contou ainda com a colaboração das prof.ªs Alda Magalhães, Fátima Costa, Isabel Neto e Teresa Lares.

Para além dos alunos da EB 2/3, também foi apreciada pela maioria das turmas do 1º ciclo e do pré- escolar.

E a propósito desta bela prenda de Natal, lembram-se da do ano passado?

Posted in Alda Magalhães, Fátima Maia, Gisela Silva, Isabel Neto, Leituras com Sabor, Natal, Teresa Lares | Com as etiquetas : , , | Leave a Comment »

200 anos dos Contos dos Irmãos Grimm

Posted by Manuela DLRamos em Abril 6, 2012

Quem não conhece O Capuchinho Vermelho, O Ganso de Ouro, O Príncipe Sapo, Os Músicos de Bremen, Jorinda e Joringueltantos outros contos?

Muitas destas histórias a que hoje temos acesso nas mais variadas versões e formas de arte foram compiladas nos conhecidos Contos de Grimm – ou melhor dizendo dos Irmãos Grimm (Jacob:1785–1863 e Wilhelm: 1786–1859).

No corrente ano celebra-se o bicentenário da publicação do 1.º volume desta famosa colecção de contos intitulada no original Kinder-und Hausmärchen (traduzido por: Contos de fadas para o lar e as criançasContos para as Crianças e para a Família,  Contos da Infância e do Lar, etc..) 

Das iniciativas organizadas para comemorar esta data destacamos:

  • A exposição itinerante  «Os Irmãos Grimm -Vida e Obra», atualmente patente em Aveiro  até  30.04 (em Coimbra estará de 15.05 a 15.07 e em Lisboa na BN, entre 01.08 e 31.10 e no Porto -de 21.11 a 15.01)  que  «(…) procura retratar o percurso de vida pessoal de Jacob e Wilhelm Grimm, ilustrar a sua intervenção política, a actividade bibliotecária e académica, bem como o trabalho científico que desenvolveram, dando ainda testemunho da irradiação internacional da sua obra, muito especialmente da recepção que teve em Portugal.»
  • DOIS LIVROS:

 Contos da Infância e do Lar, dos Irmãos Grimm,  pela Temas e Debates / Círculo de Leitores,   a primeira edição integral em língua portuguesa do livro cuja edição bicentenária se celebra neste ano de 2012.

(Os três volumes incluirão para além doduzentos contos, dez lendas religiosas infantis (da obra original) «um apêndice com outros vinte e oito contos não incluídos na última edição em vida dos autores (1856-57), um conjunto de seis fragmentos de contos e um longo capítulo que inclui bibliografia relevante citada pelos autores nas suas notas e considerações gerais sobre diversas tradições nacionais, assim como uma reflexão final sobre a relação dos contos populares com a mitologia.» –fonte)

 The Fairy Tales of the Brothers Grimm, publicada pela Taschen (a primeira incursão desta prestigiada editora na literatura infantil). Trata-se de uma tradução original acompanhada de uma seleção das melhores ilustrações dos Contos de Grimm feitas entre 1820 e 1950, recolhidas de compilações de todo o mundo. > Ver aqui  imagens do interior do livro.

Posted in 200 anos dos contos dos Irmãos Grimm, Irmãos Grimm | Com as etiquetas : , , , | Leave a Comment »

“Contar com a natureza”- a ler no Ciência Hoje

Posted by Manuela DLRamos em Maio 12, 2009

Projecto promovido pela Companhia Filandorra
Despertar consciência ambiental com contos infantis
«O projecto “Contar com a Natureza” é uma iniciativa de Educação Ambiental através de contos infantis (…) num processo de interacção com as crianças e jovens foi apresentado (…)  na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), em conferência de imprensa promovida pela Companhia Filandorra – Teatro do Nordeste e pelo Observatório da Literatura Infantil (OBLIJ).

O Projecto, fruto de um aproveitamento lúdico e cénico da obra ecológica de Alexandre Parafita para a infância, propõe-se ser uma alavanca criativa que desperte nas futuras gerações sentimentos de respeito e de defesa do meio ambiente e património ecológico. »  (ler notícia completa no Ciência Hoje)

Posted in Alexandre Parafita, OBLIJ, UTAD | Com as etiquetas : , | 1 Comment »

Contos tradicionais- exposição temporária

Posted by Manuela DLRamos em Novembro 3, 2006

Para ficar a conhecer os livros de contos tradicionais existentes na BE. Nesta exposição  podem encontrar-se tanto antologias dos mais conhecidos contos tradicionais portugueses  como de histórias de outros países distantes.
(Recordação:  vejam  aqui  e aqui algumas das personagens dos contos de Hans Christian Andersen representadas por alunos da nossa escola no ano do bicentenário desse genial contador de histórias. Na altura, divertimo-nos a valer! :-)  )

Sobre o maravilhoso mundo dos contos que acompanh(ar)am a nossa infância e a saudade que fica desse tempo, um poema de Fernando Pessoa escrito em 1916 :

Não sei, ama, onde era…

Não sei, ama, onde era,
Nunca o saberei…
Sei que era Primavera
E o jardim do rei…
(Filha, quem o soubera!…).

Que azul tão azul tinha
Ali o azul do céu!
Se eu não era a rainha,
Porque era tudo meu?
(Filha, quem o adivinha?).

E o jardim tinha flores
De que não me sei lembrar…
Flores de tantas cores…
Penso e fico a chorar…
(Filha, os sonhos são dores…).

Qualquer dia viria
Qualquer coisa a fazer
Toda aquela alegria
Mais alegria nascer
(Filha, o resto é morrer…).

Conta-me contos, ama…
Todos os contos são
Esse dia, e jardim e a dama
Que eu fui nessa solidão…

in Poesias. Fernando Pessoa. .  fonte

Num registo completamente diferente, roçando a paródia e sem maldade, estes impagáveis Contos tradicionais cantados por músicos portugueses (in  Contos Populares Portugueses  em audio –Podcast). 

 >> Mais apontadores nas páginas “Histórias, fábulas, contos, lengalengas”  da escolovar, pelo prof. Vaz Nunes.

Posted in Fernando Pessoa | Com as etiquetas : , , | Leave a Comment »